top of page

Grupo árabe amplia participação no setor de combustíveis do Brasil

Mubadala Capital fará investimento de R$ 500 milhões em produtora de etanol

Por CombusPro

O grupo árabe Mubadala Capital deve ampliar sua participação no setor de combustíveis brasileiro em breve.

A subsidiária de gestão de ativos do fundo soberano Mubadala Investment Company planeja investir R$ 500 milhões para adquirir fatia de 31,5% do capital da Atvos, uma das principais empresas do setor sucroenergético do país.

O investimento será destinado às áreas agrícola e industrial, com o objetivo de retomar a capacidade de produção da Atvos e superar a marca de 30 milhões de toneladas de moagem de cana-de-açúcar – principal matéria prima do etanol – por safra.

No ciclo passado, a Atvos – antiga Odebrecht Agroindustrial – moeu 22,5 milhões de toneladas a partir das suas operações nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Na segunda-feira (30/1), a empresa informou que seu novo controlador, o Fundo de Investimentos em Participações (FIP) Agroenergia, abrirá caminho para a aplicação do aporte.

“Essa transição é um marco para a Atvos, pois coloca um ponto final sobre qualquer conflito societário e consolida a sustentabilidade do negócio em direção ao encerramento do seu processo de recuperação judicial”, declarou seu CEO interno, Giovanni Forace.

Segundo a Atvos, seu pedido de recuperação judicial foi arquivado em 2019 como consequência da política de represamento de preços da gasolina pela Petrobras – o que afetou negativamente a precificação do etanol – e de fatores externos, como a greve dos caminhoneiros de 2018, além de questões de ordem climática que prejudicaram a safra.

A companhia tem, atualmente, capacidade para produzir cerca de 3 bilhões de litros de etanol por ano e é uma das principais emissoras nacionais de créditos de descarbonização (CBIOs), tendo renovado a certificação do RenovaBio de todas as suas unidades agroindustriais até 2025.

Em 2021, o Mubadala Capital comprou, da Petrobras, a Refinaria Landulpho Alves (RLAM), por US$1,8 bilhão.

Localizada na Bahia, a atual Refinaria de Mataripe foi assumida pela subsidiária do grupo, Acelen, em dezembro daquele ano.

Desde então, a planta elevou sua participação no processamento nacional de petróleo.

De acordo com dados mais recentes da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), os principais combustíveis produzidos por Mataripe em dezembro de 2022 foram o óleo diesel S10 (216 mil m3) e a gasolina A (134 mil m3).

A gasolina do tipo A é aquela que, após receber adição de etanol anidro, é disponibilizada nos postos de serviço sob o nome de gasolina C.

Com sede em Abu Dhabi, a Mubadala Investment Company tem US$284 bilhões em ativos sob gestão.

Além de gerir seu próprio portfólio de investimentos, o Mubadala Capital administra US$ 11 bilhões de capital de terceiros em nome de investidores institucionais em seus negócios.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page