top of page

Nota semanal, mercado internacional

Uma das semanas mais voláteis para os preços do petróleo cru em vários meses está chegando ao fim. Com o valor Brent pairando entre um mínimo de $91,76/barril visto hoje e $99,35/barril cotado na última terça-feira (uma janela de correção de preço na casa de 8% em quatro dias). Um dos motivos por trás desta considerável montanha russa de preços é a incerteza econômica e as expectativas das eleições intermediarias dos Estados Unidos. Na verdade, o maior preço visto esta semana foi na véspera dos resultados das eleições norte-americanas para o congresso, e a alteração de preço vista hoje pode estar diretamente relacionada a isto. De acordo com pesquisas e especialistas políticos, era esperado que o Partido Republicano teria uma vitória significativa na Câmara e Senado devido a uma “onda vermelha” ter sido antecipada, considerando que eleitores em geral possuem considerável preocupação acerca dos rumos da economia, em meio a pressões inflacionarias. Estas expectativas movimentaram grupos financeiros, que se posicionaram na última terça-feira, com expectativas de regulamentações oil-friendly para ser potencialmente implementada nos Estados Unidos. Entretanto, com a divulgação dos resultados do pleito e o fracasso da “onda vermelha”, os subsídios para os preços de petróleo cru subsistiram. Os preços do WTI (petróleo texano leve) reagiram conforme o esperado, orbitando no dia de hoje em uma média de $93,65/barril na última segunda-feira a $85.11/barril no dia de hoje. Contrastando a montanha russa do preço do petróleo cru, o preço no atacado em Nova Yorque (gasolina RBOB no primeiro mês) sofreu um decréscimo correcional (-9%), enquanto a demanda por gasolina nos Estados Unidos continua a apresentar evidencias de declínio em função da inflação e a nova tendencia home-office no mercado de trabalho em geral.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page