top of page

Resumo Semanal, Mercado Internacional

A alta nos preços do petróleo que começou no início de setembro não perdeu força, apesar da falta de mudanças nos preços nesta semana. No entanto, os preços do Crude estão sólidos em seus níveis atuais, devido a um número cada vez maior de elementos que estão sendo percebidos pela comunidade financeira como otimistas. A restrição estrutural dos cortes planejados na produção da OPEP+ foi acompanhada por preocupações nos últimos dias, de que inundações históricas pudessem interromper a produção de petróleo na Líbia - o que acabou não afetando a produção de petróleo, conforme anunciado oficialmente - e, por último, o anúncio de uma proibição de exportação de combustíveis russos, a fim de melhorar o abastecimento interno naquele país.


Independentemente de haver ou não consequências reais no equilíbrio global do petróleo ou na disponibilidade de combustíveis - como foi o caso da Líbia, onde não houve impacto real das inundações - a comunidade financeira considera essas variáveis como gatilhos para assumir posições e elevar os preços do petróleo. Nesse contexto, os preços do petróleo Brent subiram de níveis de $94,11/barril no início da semana para $94,42/barril hoje, enquanto os preços do WTI oscilaram em torno de $91,09/barril a $91,05/barril durante o mesmo período.


O contrato de gasolina RBOB em Nova York finalmente reconhece o fim da temporada de condução, com uma queda significativa de preços nesta semana, passando de $2,70/galão para $2,58/galão.


Esperamos que os preços do petróleo mantenham um sentimento otimista e provavelmente cheguem aos $100/barril até o final do ano, à medida que a recuperação da demanda global testa o fornecimento global de petróleo, de acordo com a estratégia da OPEP+ para aumentar os preços.


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page